Posts Tagged 'Fado'

Santos populares

Ando cá com uma vontade de comer sardinhas assadas no pão e com uma saladinha de tomate..xii… Mas assim numa dessas festarolas de uma terriola, com música pimba e cervejinha fresquinha…

Xiça, ainda não comi uma sardinha de jeito este ano… Quero festas e santos, e anjinhos e deuses (gregos e não emigrantes de brinco à Ronaldo e fio de ouro no peito), coisas grelhadas e festa, muita festa… Quem sabe onde há festa e queira ir é favor de se acusar!!! Já estou como o outro: Eu VOU!! 😉 

Ps: Amanhã vou partilhar com vocês a maravilha que aí vem: o novo chip para a matricula, um mimo!

Anúncios

Ana Laíns

As redes sociais permitem-nos contactar, encontrar, reencontrar e até conhecer novas pessoas. No meu caso, conheci uma Fadista. Ana Laíns de seu nome, natural da localidade de Constância, do mesmo Ribatejo que tanto me me diz. Dotada de uma voz quente e poderosa deixo-vos o seu espaço e um vídeo, visitem e espero que gostem tanto como eu.   http://www.myspace.com/analains

Ai Portugal, Portugal…

 

Ando um bocado farta de andar desanimada com o desânimo dos Portugueses. Perceberam? Não? Passo a explicar: O desânimo (palavra já por si triste) é há muito ( para aí desde da fundação da Patria) o top of the list dos sentimentos dos Portugueses. Ora é o país que vai mal a pior, é as contas para pagar e o desemprego à porta, é a política sub noturna que se pratica e o Sócrates para além de ser o 6º homem mais sexy não nada faz, enfim…

O Povo têm razão, há muitas coisas que estão mal. É injusto andar 5 anos a estudar e depois nepias de trabalho, é verdade que os ordenados são uma miséria e que nem na velhice andamos de queixo erguido e sem contar os tostões no bolso. Mas afinal onde está a grande nação que levou a sua cultura a todos os continentes? Onde estas Portugal?… Se calhar venderam-te juntamente com os fundos BPP…

Temos tudo e não temos nada… Podemos emigrar, ir para bem longe, mas o coração fica em Portugal, no nosso cantinho… Os portugueses são mais do que rugas na testa e narizes pingundos…somos fado, alegria, vida, luz…somos sentimento com a eterna  saudade…

…saudade daquilo que nunca tivemos…

“Deus quer, o homem sonha, a obra nasce… Cumpriu-se o Mar, e o Império se desfez. Senhor, falta cumprir-se Portugal!”

Fernando Pessoa

!!

Odeio gente ingrata. Custa, dói e mói. Cá dentro. Como se um bichinho fosse comendo as memórias da felicidade. Da ajuda. Da amizade. É triste que a ingratidão tolde as memórias a muita gente. Se as pessoas foram amigas e felizes em algum segundo da nossa efémera passagem pela terra era bom que não nos tratassem como desconhecidas. Hoje li coisas que me magoam. Havia (já não há) pessoas que adorava. Acabou. Tentei. Não vale a pena, não serve, não merece.

Silêncio que se vai cantar um novo destino…

 

 

Mas porque é que a gente não se encontra?

Hoje estou numa de fadinhos, daqueles corridos, que nós fazem sentir bem e mexer a anca. Passo os fadinhos para o MP4 e vou dar uma volta por Leuven…

Hoje está Sol, apetece-me uns caracóis e uma imperial fresquinha na companhia dos amigos com conversas de rir e que não lembram ao ceguinho. Mas sento-me na esplanda belga com os ouvidos e o coração no fado e com os olhos nas pessoas que passam, apressadas e calmas, de bicicleta, novas e velhas e com a boca num café morno que sabe a nada…

Mas porque é que a gente não se encontra?

Passo pela florista, olho as rosas…levo uma branca, de mim, para mim…cheiro e continuo a vaguear….


Visitaram

  • 46,616 pessoas

Flickr do mundo

Indique o seu endereço de email para subscrever este blog e receber notificações de novos posts por email.

Junte-se a 2 outros seguidores

Oriente-se

Dezembro 2017
D S T Q Q S S
« Maio    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31